Banco de Moçambique – Vagas para Técnico De Análise E Reporte Contabilístico (2 Vagas)

O Banco de Moçambique (BM) está recrutando para o seu quadro de pessoal, na Sede e Filial da Matola, dois (2) profissionais de nacionalidade moçambicana com idade não superior a 35 anos, para ocupar Vaga de Técnico De Análise E Reporte Contabilístico.

Os candidatos interessados deverão cumprir com os requisitos que se seguem, de acordo com a vaga pretendida.

 

Requisitos

  • Licenciatura em Contabilidade e Auditoria, Contabilidade, Finanças ou Gestão;
  • Conhecimentos de Contabilidade Geral, Financeira e Bancária;
  • Conhecimentos de técnicas de análise e reconciliação de contas.

 

Responsabilidades

  • Monitorar a qualidade da informação contabilística e financeira produzida pelo Banco;
  • Monitorar a elaboração dos inventários e conferências para validação dos valores dos balanços;
  • Fazer o acompanhamento da evolução dos IAS/IFRS e respectiva divulgação;
  • Elaborar propostas de criação de contas e de normas contabilísticas;
  • Fornecer os pressupostos, analisar e reflectir o resultado do Estudo Actuarial na Escrita do Banco.

 

Como se Candidatar

As candidaturas deverão ser submetidas de 11 a 22 de Janeiro de 2021, através do endereço electrónico http://www.bancomoc.mz/Recrutamento/ mediante o preenchimento da respectiva ficha de inscrição, anexando os seguintes documentos:

  • Carta de manifestação de interesse;
  • Curriculum Vitae actualizado;
  • Fotocópia do Certificado de Habilitações Literárias (os candidatos que tenham estudado fora do país deverão juntar o Certificado de equivalências, passado pela entidade nacional competente); e
  • Fotocópia do Bilhete de Identidade.

 

Processo de selecção

O concurso observará 3 fases de avaliação com carácter eliminatório (análise documental, prova de conhecimento e entrevista de selecção).

Em caso de registo de número elevado de candidaturas na etapa da avaliação documental, mostrando-se aplicável, para a prova de conhecimento serão apurados os candidatos melhores classificados na proporção máxima de 30 candidatos por cada vaga a prover.

Para a fase da entrevista de selecção apenas serão apurados candidatos com classificação igual ou superior a 10 valores, observando-se a proporção de 5 candidatos por cada vaga aberta.

A apresentação de falsas declarações está sujeita a exclusão automática do candidato.